Continue reading " />

TJA recebe de 11 a 13 de junho o premiado espetáculo Inveja dos Anjos

Com patrocínio da Petrobras, companhia realiza turnê pelo Nordeste, com o espetáculo mais premiado da temporada carioca 2008.

Após as recentes e bem-sucedidas montagens de dois autores geniais do século XX, Bertolt Brecht (Mãe Coragem e seus Filhos) e Nelson Rodrigues (Toda Nudez será Castigada), a Armazém Companhia de Teatro retoma o caminho da dramaturgia própria. Inveja dos Anjos é mais um fruto do processo de criação forjado em 22 anos de grupo, radicalizando nas formas narrativa e espacial para abordar as relações na família, na amizade e no amor. O espetáculo apresenta-se em Fortaleza, nos dias 11, 12 e 13 de junho, sexta-feira, sábado e domingo, sempre às 20 horas, no Theatro José de Alencar.

O poeta Maurício Arruda Mendonça e o diretor Paulo de Moraes assinam a dramaturgia desta montagem que venceu o Prêmio Shell de Teatro 2008, nas categorias de Melhor Autor e Melhor Atriz (Patrícia Selonk), além do Prêmio APTR 2008, nas categorias de Melhor Espetáculo e Melhor Iluminação (Maneco Quinderé).

Sinopse: Uma ferrovia que começa e termina no infinito atravessa a história de Tomás, Cecília e Luisa. A partir do encontro dos três amigos – que discutem suas memórias -, o passado vai se materializando em cena, na forma de afetos perdidos ou a serem descobertos.

O ponto de partida para a peça foi a imagem dos trilhos de trem. Paulo guarda-a desde a infância no interior paranaense, quando assistia ao vaivém dos vagões e das pessoas na estação da cidade onde nasceu. Os trilhos é o lugar do entroncamento imaginário nas histórias a que ele e Maurício deram asas.

Um carteiro, Eleazar, transita pelas relações daquela localidade. O mensageiro ora sobrevoa ora interfere diretamente nos rumos dos outros. É por meio dele que acessamos os núcleos do pai e da filha, Tomás e Natália; da mãe e da filha, Luísa e Branca; e de um casal, Rocco e Cecília. Cada qual atravessa uma crise precipitada por mortes ou nascimentos de fato ou simbólicos.

Natália tem nove anos e sua mãe está internada por dependência química. Acostumada a responsabilidades adultas, equilibrista nata em contextos sociais precários, a menina resolve bater à porta do pai que jamais conhecera. Escritor em crise e dono de um sebo, Tomás vaticinava cremar a própria memória quando a vida ganha novos significados, a partir desse encontro, justamente projetado do passado.

De natureza mais profundamente amorosa, o vínculo mãe-filha sofre um baque nos primeiros anos que jamais cicatriza. Luísa, uma angustiada confeiteira que busca tornar a existência mais doce, inverte os papéis com Branca, a velha senhora prisioneira da memória e que hoje carece de cuidados feito criança. O espectador conhecerá a razão da morte-em-vida em que a filha se encontra e da qual tenta se livrar.

A garçonete Cecília procura superar a paixão por Rocco, um pseudo-forasteiro daquelas terras às quais sempre volta. Ela cansou das dissimulações; não por acaso a mágica é um dos ofícios que ele aprendeu mundo afora aplicando golpes. A leveza pode ser insuportável. E o amor romântico será desconstruído de forma bastante original nessa trama sem final feliz, mas definitivamente transformadora para o homem e a mulher envolvidos.

Os afetos familiares são apresentados de maneira não-convencional. Contradições, desesperos, perseveranças, humores e inclusive algumas epifanias pontuam cada um dos núcleos que também possuem células intercomunicantes. “A relação que talvez mais interessa, e que vai permear tudo isso, é a da irmandade. Não a irmandade consanguínea, mas a decorrida da amizade que une desde a infância Tomás, Luísa e Cecília”, afirma Paulo de Moraes. O trio desenha uma espécie de rede de proteção que ajuda a reescrever seus destinos em meio aos tipos que simplesmente aparecem ou desaparecem.

A Turnê Nordeste de INVEJA DOS ANJOS inclui ainda as cidades de Salvador, João Pessoa, Mossoró, Natal e Recife.

Espetáculo – Inveja dos Anjos
Com Armazém Companhia de Teatro – www.armazemciadeteatro.com.br
Direção: Paulo de Moraes
Dramaturgia: Maurício Arruda Mendonça e Paulo de Moraes
Elenco: Marcelo Guerra (Eleazar), Patrícia Selonk (Cecília), Ricardo Martins (Tomás), Simone Mazzer (Luísa), Simone Vianna (Branca), Thales Coutinho (Rocco/homem sem braço) e Verônica Rocha (Natália).
Iluminação: Maneco Quinderé
Figurinos: Rita Murtinho
Cenografia: Paulo de Moraes e Carla Berri
Trilha Sonora (Composição e Pesquisa): Ricco Viana
Projeto Gráfico: Alexandre de Castro
Fotografias: Mauro Kury
Produção Executiva: Flávia Menezes
Produção: Armazém Companhia de Teatro
Patrocínio: Petrobras
Produção Local: Mário Alves – Procult
Apresentações Dias 11, 12 e 13 de junho – sexta-feira, sábado e domingo, sempre às 20 horas
Theatro José de Alencar
Informações: 85-31012583
Ingressos à venda na bilheteria do Theatro José de Alencar: R$ 30,00 (inteira), R$ 15,00 (estudantes, maiores de 60 anos, clientes com o Cartão Petrobras na compra de até 2 ingressos)

Fonte: Secult

Nossa Loja Virtual

As últimas do Twitter:

Links Sugeridos:

Livrômetro

58.620.865