Continue reading " />

Quase 90% dos alunos terminam o ensino médio sem saber matemática

Estudo do Todos pela Educação mostra que o desempenho dos alunos em matemática piorou; em português o nível de aprendizado continua estável.

Levantamento divulgado nesta quarta-feira pelo movimento Todos pela Educação aponta que apenas 10,1% dos alunos do ensino médio aprendem o suficiente em matemática ao concluírem o ensino médio. Os dados analisados a partir do desempenho dos alunos na Prova Brasil em 2011 revelam que a situação piorou em relação ao ano anterior, quando 11% alcançaram desempenho mínimo na disciplina. A meta estabelecida pelo movimento é de 20%.

Em português, o indicador se manteve estável em 29%, para uma meta de 31%. Nos anos finais do ensino fundamental (9º ano), 27% dos alunos alcançaram desempenho adequado em português, para uma meta parcial de 32%. Em matemática, o resultado foi de 16,9% para uma meta de 25,4%. Ambos os dados são melhores do que as marcas anteriores (26,2% para português e 14,7% para matemática), mas não o suficiente para o cumprimento das metas parciais.

Apenas os anos iniciais do fundamental tiveram desempenho menos preocupante, segundo o Todos pela Educação. Em português, 40% dos alunos apresentaram desempenho adequado (eram 34,2% em 2009), para uma meta de 42%. Em matemática, 36% dos alunos apresentaram desempenho adequado (eram 32,5% em 2009), superando a meta parcial em um ponto percentual.

Para Priscila Cruz, diretora-executiva do Todos pela Educação, o mais desafio do ensino público hoje é o ensino da matemática, já que em todas as avaliações a disciplina tem o pior desempenho. “Esse problema não é constatado apenas no ensino médio, vem desde as primeiras séries. Não existe política específica para a matemática no Brasil, há falta de professores. os jovens que se formam acabam indo para o mercado, que remunera melhor que a educação”, afirma.

Segundo ela, a única política atual voltada para incentivar o aprendizado está nas olimpíadas de matemática que, apesar de estimular talentos, não têm efetividade junto àqueles com dificuldade na área. “Possivelmente, as olimpíadas ajudam os 10% que já vão bem em matemática. Os 90% restantes continuam sem esse engajamento”.

Estados

De acordo com o levantamento, os Estados de Alagoas, Amapá, Pernambuco e Roraima não conseguiram cumprir a meta de desempenho para nenhuma das etapas da educação básica. Já Tocantins superou as metas para os anos iniciais e para os finais do ensino fundamental, em ambas as disciplinas, e o Amazonas superou as metas dos anos iniciais, em ambas as disciplinas, e superou a meta de português nos anos finais e no ensino médio.

Nossa Loja Virtual

As últimas do Twitter:

Patrimônios mundiais ameaçados pelo aquecimento global | Todo o conteúdo | DW | 01.06.2017 fb.me/1z6DnBGso

Infográfico: 'Lima Barreto - triste visionário', de Lilia Moritz Schwarcz – Hiperliteratura fb.me/1usgm47tT

Família "superdotada" tem garoto formado aos 14 e irmão na faculdade aos 11 educacao.uol.com.br/noticias/2017/… via @UOLEducacao @UOL

USP livros raros destaques que podem ser consultados e baixados gratuitamente nexojornal.com.br/expresso/2017/… via @nexojornal

3.000 livros raros da Biblioteca Brasiliana da USP estão disponíveis para download fb.me/1f1o5WTvB

MEC vai aumentar controle sobre avaliação de livros didáticos fb.me/sYjacNpu

Links Sugeridos:

Livrômetro

58.620.865