Continue reading " />

O vovô best-seller

Um senhor francês de 93 anos é o novíssimo sucesso editorial da Europa. Stéphane Hessel, que fez parte da Resistência na Segunda Guerra Mundial e sobreviveu a um campo de concentração, já vendeu 1,4 milhão de exemplares do seu Indignez Vous!” –“Indignai-vos!”, em português.

No ensaio relativamente curto, que a depender do formato do livro alcança pouco mais de 30 páginas, Hessel se propõe a convencer o leitor, principalmente os mais jovens, a se importar mais com política, direitos humanos, questões sociais.

A obra foi lançada em outubro passado por uma pequena editora do sul da França cuja expectativa mais otimista era vender 300 mil exemplares. Está hoje nas listas de mais vendidos da França, Alemanha, Espanha e Itália. Seus direitos foram comprados por editoras em quase vinte países. No Brasil, pela Leya. Este mês, alcançou o mercado angloamericano: saiu em livro na Inglaterra e como brinde para assinantes de uma das edições da “The Nation” nos EUA.

Apesar do sucesso entre os leitores — qualificados, diga-se; por aqui, Fernando Henrique Cardoso contou recentemente à Folha que estava lendo a edição francesa–, Hessel tem também recebido críticas ruins. Os grandes defeitos de sua obra seriam a argumentação simplista e a escrita pouco inspirada.  A defesa que Hessel faz da Palestina, contra Israel, é outro aspecto polêmico do livro.

A segunda obra de Hessel saiu na França este mês. É “Engagez vous!” –Engajai-vos!-, em parceria com Gilles Vanderpooten, um rapaz de 25 anos envolvido com desenvolvimento sustentável.

Fonte: Blog Painel das Letras

Nossa Loja Virtual