Continue reading " />

Maria da Penha relança livro

A lei que protege e pune os agressores de mulheres foi inspirada na história de uma cearense. Vítima da violência doméstica, Maria da Penha sobreviveu a duas tentativas de homicídio, tornou-se ativista pelos direitos da mulher e conta tudo isso num livro baseado na história que ela viveu.

Foram quase seis meses revisando textos e acrescentando informações. Maria da Penha traz na reedição do livro “Sobrevivi, posso contar”, atualizações à obra lançada em 1994.

A história da lei
No início dos anos 80, Maria da Penha foi vítima da violência. Levou um tiro do marido enquanto dormia e ficou numa cadeira de rodas. A luta a partir de então foi parar nos tribunais contra a impunidade. Em 1991, o ex-marido foi condenado, mas o julgamento foi anulado. Em 1996, condenado novamente, ele recorreu da decisão. Em 2001, a Organização dos Estados Americanos (OEA), condenou o Brasil por violar os direitos humanos. Por isso, o caso de Maria da Penha deu nome à lei que protege a mulher contra a violência doméstica.

Toda essa história está na reedição do livro. Páginas que contam a luta que fez o Brasil enxergar a mulher com outros olhos.

Fonte: TV Verdes Mares

Nossa Loja Virtual

As últimas do Twitter:

Em breve oitava edição em 20 anos de publicação do livro #HistóriadoCeará , autoria Prof. Aírton de Farias fb.me/1fyFGNoAD

À espera do Irma, empresário desabafa e relato comparando RJ a Miami viraliza @UOL noticias.uol.com.br/internacional/…

Focos de poesia no Brasil. Que tal acrescentar o seu grupo? Veja o app abaixo . fb.me/wVmVwvMr

Aniversário Armazém da Cultura: 8 aninhos 🍾🍀 pic.twitter.com/ToanE0qLCJ

Twitter Media

Publishnews indica uma alta por obras de autoajuda e infantojuvenis. Autor mais vendido:Edir Macedo nexojornal.com.br/grafico/2017/0… via @nexojornal

Por que Jane Austen ainda é tão lida, 200 anos depois de sua morte? fb.me/7BXt1iyiK

Por que Jane Austen ainda é tão lida, 200 anos depois de sua morte? www1.folha.uol.com.br/ilustrissima/2… via @folha

Levantamento mostra a diversidade de gênero, raça e nacionalidade dos artistas na história da arte nexojornal.com.br/grafico/2017/0… via @nexojornal

Links Sugeridos:

Livrômetro

58.620.865