Continue reading " />

Mais de 40% dos alunos terminam ciclo de alfabetização sem aprendizado esperado em leitura

Publicado originalmente por CAMILA GUIMARÃES em Época

Menos da metade (42,8%) dos alunos que terminam o 3º ano do ensino fundamental aprenderam o que era esperado para essa etapa em Matemática. E pouco mais da metade (56,1%), alcançou a proficiência em Leitura. Esses são os principais resultados da Prova ABC, avaliação inédita que tem como objetivo medir a qualidade da alfabetização das crianças ao fim do primeiro ciclo de aprendizagem. Uma das metas assumidas pelo Plano Nacional de Educação é que todas as crianças saibam ler e escrever até os oito anos de idade.

A Prova ABC mediu a qualidade da aprendizagem das crianças ao fim do 3º ano do ensino fundamental (Foto: Divulgação)

A Prova ABC (Avaliação Brasileira do Final do Ciclo de Alfabetização) foi aplicada no primeiro semestre de 2011 a cerca de 6 mil alunos de escolas municipais, estaduais e particulares de todas as capitais do país. A avaliação é inédita e foi realizada pelo movimento Todos pela Educação em parceria com o Instituto Paulo Montenegro/IBOPE, a Fundação Cesgranrio e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Os resultados seguem a escala do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb). Um resultado individual acima de 175 pontos indica que o aluno aprendeu o que deveria para sua idade e série – tanto em leitura, quanto em matemática. Em leitura, isso significa que a criança consegue, entre outras habilidades, identificar temas de uma narrativa e localizar informações explícitas. Em matemática, representa o domínio de operações básicas, como soma e subtração, e a capacidade de resolver problemas envolvendo notas e moedas.

Resultados da prova de leitura

O desempenho médio dos alunos que fizeram a prova de leitura foi de 185,8 pontos na escala, com 56,1% do total das crianças aprendendo o que era esperado para esta etapa do ensino. De acordo com a avaliação, esse número varia conforme a região do país. Sul, Sudeste e Centro Oeste apresentaram desempenho acima da média nacional (185,8) com, respectivamente, 197,9; 193,6 e 196,5 pontos. O Norte e o Nordeste ficaram abaixo da média, com respectivamente 172,8 e 167,4 pontos.

A maior variação, no entanto, é na comparação entre as redes pública e particular. A média nacional dos estudantes de escolas públicas foi de 175,8 pontos. Os da rede particular ficaram com 216,7 pontos.

Média de pontos em leitura e percentual de alunos que aprenderam o esperado para o 3º ano (2ª série) por região e por rede de ensino
(Fonte: Todos pela Educação)
Brasil e Regiões Rede de Ensino Média Percentual de alunos com desempenho esperado para o 3º ano (2ª série)
Brasil Total 185,8 56,1%
Brasil Pública 175,8 48,6%
Brasil Particular 216,7 79,0%
Norte Total 172,8 43,6%
Norte Pública 166,7 39,4%
Norte Particular 210,6 69,4%
Nordeste Total 167,4 42,5%
Nordeste Pública 159,7 36,5%
Nordeste Particular 191,1 61,1%
Sudeste Total 193,6 62,8%
Sudeste Pública 182,0 54,4%
Sudeste Particular 224,2 85,1%
Sul Total 197,9 64,6%
Sul Pública 186,8 56,5%
Sul Particular 228,4 86,8%
Centro-Oeste Total 196,5 64,1%
Centro-Oeste Pública 186,6 56,8%
Centro-Oeste Particular 226,2 85,5%

 

 

Nossa Loja Virtual