Continue reading " />

Globo ressuscita ‘Sítio do Picapau Amarelo’ como animação

Se Monteiro Lobato criasse sua obra infantojuvenil nos dias de hoje, em que formato seria? Game com sensor de movimento em que Pedrinho corre da Cuca, 15 aplicativos diferentes de Narizinho no iPad, videolog da Emília, Facebook da Dona Benta… Ah, e um moderno desenho animado em HD dessa turma.

Veja galeria de imagens de diversas adaptações da obra

A Globo começou por aí.

Fruto de parceria da emissora com a produtora Mixer, a ressurreição do eterno “Sítio” virá pelo caminho mais direto da TV para falar com as crianças: a animação.

Depois de dois anos de negociação, Globo e Mixer começaram a produzir os 26 episódios da primeira temporada do desenho animado do “Sítio do Picapau Amarelo”, que estreia em 2012.

Sucesso em suas várias versões dramatúrgicas, a mais recente de 2001, o “Sítio” nunca foi desenho até agora. O sonho de uma década da Globo só vingou por conta da aposta da Mixer na produção de animação no país, como o “Escola Pra Cachorro” (Nickelodeon e TV Cultura) e pela forcinha de um incentivo fiscal.

A animação do “Sítio” terá isenção de R$ 3 milhões por meio da Lei do Audiovisual, que permite a canais a dedução de parte do imposto pago pela compra de direitos de atrações internacionais em parcerias com produtores brasileiros independentes. O custo de cada temporada do desenho é de R$ 4 milhões.

“Difícil foi transformar histórias de 40 minutos na TV em episódios de 11 minutos, tempo médio da animação”, conta Tiago Mello, diretor executivo da Mixer. “Mas deu certo. Os personagens já têm suas versões em animação, e a família de Monteiro Lobato está aprovando as sinopses dos episódios.”

Visconde, Dona Benta, Tia Nastácia, Narizinho, Pedrinho, Emília, Rabicó e a Cuca protagonizarão as histórias.

“A obra não perderá suas características tão bem delineadas, mas foram criados novos desenhos adequados à linguagem visual atual”, diz Carlos Eduardo Rodrigues, diretor da Globo Filmes e um dos criadores do projeto.

“Além da comercialização de produtos, a vantagem da animação é o mercado internacional. O desenho pode ser dublado em qualquer língua”, afirma João Daniel, presidente da Mixer.

Fonte: Folha de S.Paulo

   

Nossa Loja Virtual