Continue reading " />

Escritores indígenas debatem a lei 11.645/08

Existe uma lei que obriga as escolas a incluir em seus currículos a temática “História e cultura indígenas” e a literatura pode ser de muita valia nessa tentativa de mudar a visão estigmatizada quem ainda se tem desses povos. Para debater de que maneira a literatura escrita por autores indígenas pode ser um instrumento de transformação dos estereótipos e preconceitos, editores, distribuidores, professores, estudantes e demais interessados são convidados a participar, nesta segunda-feira (13), do projeto “Encontros com a literatura indígena”, organizado pelo Instituto UK’A, Instituto Brasileiro para Propriedade Intelectual e Núcleo de escritores e artistas indígenas (Nearin), e que terá como tema “Lei 11.645/08: Modos de usar”. Participam do debate Edson Brito, Ely Makuxi, Graça Graúna e Naine Terena, e a mediação será feita por Daniel Munduruku. A atividade será realizada das 8h30 às 13h, na Biblioteca Infanto-Juvenil Monteiro Lobato (Rua General Jardim, 485 – Vila Buarque – São Paulo/SP. Tel.: 11 3256-4438 / 4122). As inscrições são gratuitas e devem ser feitas por e-mail.

Convidados
Edson Brito (AP) – Indígena Kayapó. Doutorando em Educação na Pontifícia Universidade Católica – PUC/SP. Professor de História Indígena na licenciatura Intercultural Indígena no IFBA.
Ely Mukuxi (AM) – Indígena Makuxi. Escritor e Professor.
Graça Graúra (PE) – Indígena Potiguara. Escritora. Doutora em Letras pela UFPE e professora adjunta na UPE.
Naine Terena (MT) – Indígena Terena. Jornalista. Doutoranda em Educação na Pontifícia Universidade Católica – PUC/SP

Mediador
Daniel Munduruku (SP) – Doutor em Educação pela USP. Escritor e Diretor-Presidente do Instituto Uk’a.

Fonte: Publishnews

Nossa Loja Virtual