Continue reading " />

Emirados Árabes: Oásis de livros em Abu Dhabi

Desde 2006, a Feira Internacional do Livro é um evento organizado pela KITAB, uma joint venture entre a Abu Dhabi Authority for Culture and Heritage [Autoridade de Cultura de Abu Dhabi] e a Frankfurt Book Fair. Dos cerca de 300 expositores em 2006, a feira cresceu anualmente até chegar aos 875 deste ano, que representam 58 países diferentes – inclusive um do Brasil. Destes, 545 são de 17 países árabes e 330 são de 41 países não árabes. E parece que no próximo ano os números serão ainda maiores, pois 69 editoras ficaram na lista de espera e acabaram não participando. Os organizadores esperam mais de 200 mil visitantes nos 5 dias de feira – sexta-feira é o dia das orações e a feira não abre.

Para Mohammed Khalaf Al Mazrouei, a presença sempre crescente de países participantes, especialmente não árabes, demonstra que a feira vem se tornando um fórum onde a tolerância intelectual é praticada e onde pontes são construídas entre culturas e civilizações. “Todos os centros intelectuais querem marcar presença em Abu Dhabi e querem participar deste incrível mix cultural que Abu Dhabi está se tornando”, completa.

Com uma área que cresceu dos 6 mil m2 de 2006 para os 21.741 m2 neste ano, o pavilhão de exibição da feira é mais uma das grandes obras do governo dos Emirados Árabes e faz parte de um grande centro de negócios que está sendo construído na cidade.

Mais conhecido por ter comprado, há pouco tempo, o tradicional time inglês Manchester United, o Sheikh Mohammed bi Zayed Al Hahyan é um grande entusiasta da cultura e o patrono da feira. Às 10h, ele inaugurou oficialmente esta 21a edição da feira, que exibirá mais de meio milhão de títulos. Os números realmente impressionam.

A feira de Abu Dhabi, embora seja um evento com o objetivo de desenvolver a cultura e a literatura no país, é também um evento muito forte do âmbito profissional. A programação específica para profissionais conta com 30 eventos que serão realizados por 60 convidados especiais, entre eles Anne-Solange Noble, diretora de direitos internacionais da centenária editora francesa Gallimard. Por sinal, a importância do direito autoral e da propriedade intelectual é outro ponto no qual a feira investe muito.

Mesmo a programação cultural da Feira de Abu Dhabi é planejada com os editores e profissionais do livro como público-alvo. Entre escritores, editores e jornalistas, a feira conta com 1.250 convidados. Espera-se mais de 400 veículos de mídia fazendo a cobertura desta que é a maior feira de livros do mundo árabe.

Abu Dhabi tem dois países em destaque a cada edição. Um é o foco cultural da feira e o outro, o foco de mercado. Esta ano o foco cultural é a França, e o foco de mercado, a Coreia.

Fonte: Blog do Galeno

Nossa Loja Virtual

As últimas do Twitter:

2018 - Copa do Mundo , recomendado pelo El Pais , que tal ler a História de todas as Copas do Mundo em livro... fb.me/2rV7EIhbR

Dia 2/11, às 16h no @ParquedoCoco , lançamento de livro no Centro de Referência Ambiental da Padre Antônio Tomás . pic.twitter.com/SW2KE7khXj

Twitter Media

#CEARÁSPORTINGCLUBE Últimos exemplares ainda disponíveis à venda no site! fb.me/8atBIWxxo

Dia do escritor no Brasil é comemorado no aniversário de Rachel de Queiroz fb.me/12aYgEOlk

Que beleza ver autores compartilhando escritas e afetos com os seus leitores! fb.me/F1oYrVWR

Dimas Macedo lança obra sobre a história de Fideralina Augusta fb.me/F5X69EtF

Links Sugeridos:

Livrômetro

58.620.865