Continue reading " />

Coletâneas resgatam produção perdida da juventude

Mandacaru e Serenata serão lançados no dia 17 de novembro

Antes de publicar O quinze (1930), Rachel de Queiroz já escrevia crônicas e poemas para jornais cearenses. Nunca, no entanto, se reconheceu poeta e renegou os versos até o fim da vida. Este período será resgatado agora com Mandacaru (Instituto Moreira Salles, 160 pp., R$ 36) e Serenata (Armazém da Cultura, 164 pp., valor a definir), ambos com lançamento previsto para 17/11. Mandacaru data de 1928 e todos os dez poemas do livro são acompanhados de fac-símiles dos manuscritos dos versos. A edição foi organizada por Elvia Bezerra, coordenadora de literatura do IMS. Já a cópia dos poemas de Serenata (1925-30) foi descoberta pelo bibliófilo José Augusto Bezerra, que mantém o Memorial Rachel de Queiroz em Fortaleza.

Fonte: Publishnews

Nossa Loja Virtual

As últimas do Twitter:

Em breve oitava edição em 20 anos de publicação do livro #HistóriadoCeará , autoria Prof. Aírton de Farias fb.me/1fyFGNoAD

À espera do Irma, empresário desabafa e relato comparando RJ a Miami viraliza @UOL noticias.uol.com.br/internacional/…

Focos de poesia no Brasil. Que tal acrescentar o seu grupo? Veja o app abaixo . fb.me/wVmVwvMr

Aniversário Armazém da Cultura: 8 aninhos 🍾🍀 pic.twitter.com/ToanE0qLCJ

Twitter Media

Publishnews indica uma alta por obras de autoajuda e infantojuvenis. Autor mais vendido:Edir Macedo nexojornal.com.br/grafico/2017/0… via @nexojornal

Por que Jane Austen ainda é tão lida, 200 anos depois de sua morte? fb.me/7BXt1iyiK

Por que Jane Austen ainda é tão lida, 200 anos depois de sua morte? www1.folha.uol.com.br/ilustrissima/2… via @folha

Levantamento mostra a diversidade de gênero, raça e nacionalidade dos artistas na história da arte nexojornal.com.br/grafico/2017/0… via @nexojornal

Links Sugeridos:

Livrômetro

58.620.865