Continue reading " />

Pesquisa mostra ‘caminhos’ do audiovisual no Ceará

O ‘mapa’ do cinema cearense – aliás, mais do que um mapa, porque inclui análises e aspectos sociais relacionados à produção audiovisual – já pode ser conferido na “Cartografia do Audiovisual Cearense”. A pesquisa coordenada pelo cineasta Luiz Bizerril foi lançada no final do ano passado, e além do e-book (formato digital), pode ser lida também em uma bem elaborada edição impressa.

Bizerril, assistente de direção em “Linz – Quando todos os acidentes acontecem”, longa de Alexandre Veras destacado com menção honrosa na última edição da Mostra de Cinema de Tiradentes (MG), em janeiro deste ano, ressalta que a pesquisa pode não só ajudar e estimular profissionais do setor como também embasar iniciativas governamentais.

“Cartografia remete às antigas cartas, aos mapas que orientavam as pessoas em seus caminhos pelo território brasileiro durante as capitanias hereditárias, e esse é um trabalho que orienta os agentes ligados ao audiovisual, sejam individuais, sejam grupos ou o próprio poder público”, explica.

A publicação é dividida em quatro tópicos: Histórico; Pesquisa (contemplando segmentos do cinema e do audiovisual como animação, cineclube, formação, produção para TV, curta-metragem e longa-metragem); Levantamento de dados; e Análise e Contextualização dos dados.

O trabalho faz parte do programa de fomento ao audiovisual desenvolvido pelo governo cearense denominado Imagens do Ceará. A realização é uma parceria entre a secretaria da Cultura do Estado, Agência Nacional do Cinema – ANCINE, Universidade Federal do Ceará – UFC e Banco do Nordeste do Brasil – BNB.

(texto Marcelo Leal Ascom SEC/MinC)

Nossa Loja Virtual