Continue reading " />

Brasil inaugura no Rio primeira Biblioteca-Parque

O governo federal inaugura nesta quinta-feira (29), juntamente com o governo do Rio de Janeiro, a primeira biblioteca-parque do Brasil em Manguinhos, na capital fluminense. O Ministério da Cultura investiu R$ 2,5 milhões para construir um complexo que possui ludoteca, filmoteca, sala de leitura para portadores de deficiências visuais, acervo digital de música, cineteatro, cafeteria, acesso gratuito à Internet e uma sala denominada para que a comunidade da região faça reuniões.

O projeto é baseado em uma experiência colombiana realizada em Medellín, na Colômbia, que investe na construção de equipamentos culturais como forma de promover inclusão social. A Biblioteca-Parque de Manguinhos (Av. Dom Elder Câmara nº 1184) ocupará uma área de 3,3 mil m² do antigo Depósito de Suprimento do Exército (1º DSUP) e atenderá a 16 comunidades da Zona Norte do Rio de Janeiro, com uma população de aproximadamente 100 mil habitantes. O local foi totalmente urbanizado e transformado no lugar de maior concentração de equipamentos sociais em uma comunidade carente da cidade.

“Trata-se de um processo de transformação social a partir da cultura. Estamos construindo espaços culturais e bibliotecas em áreas de vulnerabilidade social, integrando obras de infraestrutura do PAC e promovendo o acesso da população a bens e serviços culturais”, explica a secretária do MinC e coordenadora do Programa Mais Cultura, Silvana Meireles.

Os recursos do Programa Mais Cultura, que financiaram a construção da biblioteca, possibilitaram a construção de um cineteatro, além da aquisição de equipamentos, mobiliário e acervo de 25 mil livros, 800 filmes e três milhões de músicas para audição, dentre outros itens. O equipamento teve investimento total de R$ 8,6 milhões, dos quais R$ 7,4 milhões do governo federal e R$ 1,2 milhão do governo do estado.

Investimentos em Cultura

Além da Biblioteca-Parque de Manguinhos, o MinC já investiu R$ 18,5 milhões para modernizar bibliotecas de grande porte em vários estados brasileiros.

Até o fim do ano serão investidos mais R$ 14,3 milhões na Biblioteca de Cruzeiro do Sul ; Biblioteca Digital Latinoamericana, no Pará; Biblioteca Pública de Santa Catarina; Biblioteca Pública do Rio Grande do Sul; Biblioteca Thiago de Mello; Biblioteca de Referência de Canoas, no Rio Grande do Sul; e Biblioteca Pública do Rio de Janeiro.

Entre 2003 e 2009, o MinC investiu mais de R$ 286 milhões em políticas públicas de incentivo à leitura e acesso ao livro. O aporte de recursos no setor saltou de R$ 6 milhões, em 2003, para R$ 95 milhões em 2009, por meio do Programa Mais Cultura – crescimento superior a 1.500%.

Fonte: Brasil.gov.br

Nossa Loja Virtual

As últimas do Twitter:

Links Sugeridos:

Livrômetro

58.620.865