Continue reading " />

BNDES aprova créditos de R$ 108,8 mi para editoras

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou empréstimos no valor de R$ 108,8 milhões para as editoras Positivo, Yendis e para o Grupo Editorial Nacional (GEN). A Editora Positivo receberá R$ 90,9 milhões, o GEN terá R$ 10 milhões e a Yendis contará com R$ 7,8 milhões.

Positivo – O empréstimo para a Editora Positivo, empresa do Grupo Positivo, do Paraná, têm como objetivo a execução
de um plano de investimento editorial até 2012. A Positivo atua em vários segmentos editoriais, entre eles os sistemas de ensino e comercialização de livros didáticos para os mercados público e privado.

A editora desenvolveu o Sistema Positivo de Ensino (SPE), que é composto de material didático e de um conjunto de serviços, como disponibilização de conteúdos adicionais em um portal da empresa na internet. Ela foi pioneira no desenvolvimento desse produto e está posicionada  entre as principais empresas do segmento.Grupo GEN – Já o GEN, do Rio, investirá no plano editorial no triênio 2009/2011, nos segmentos científico, técnico e profissional  (CTP).

A proposta do projeto é garantir a expansão e a consolidação de suas atividades nestes segmentos editoriais.Os investimentos serão destinados à edição e à  publicação de
obras nacionais e estrangeiras no mercado interno, assim como à publicação de obras de autores nacionais no mercado latino-americano.O GEN foi constituído em 2007 através da união das editoras Guanabara Koogan e LTC. O Grupo também incorporou as editoras Forense, Método, Santos e Forense Universitária.

Yendis – Por usa vez, a Yendis Editora, de São Caetano do Sul, São Paulo, aplicará os recursos na construção
da nova sede e elaboração de conteúdo editorial inédito. Ela foi fundada em 2004, com o objetivo de editar e comercializar livros técnicos na área da saúde, principalmente para o setor de enfermagem. A Yendis vem investindo continuamente no
desenvolvimento de livros sobre enfermagem de autores nacionais, mais adequados à realidade da situação médico-hospitalar do País. Com a nova sede, a editora poderá
ampliar a sua produção em cerca de 30 % este ano.

Mercado em crescimento – O mercado editorial brasileiro está em crescimento. Segundo pesquisa  encomendada à FIPE pela Câmara Brasileira do Livro e pelo Sindicato Nacional dos Editores de Livros, o faturamento em 2009 foi de R$ 3,4 bilhões. O volume de vendas  alcançou cerca de 371
milhões de exemplares, com aumento de 11,3% em relação a 2008. O setor apresenta quatro segmentos: livros didáticos e paradidáticos, com faturamento de R$ 1,728 bilhão; obras gerais, que faturou R$ 815,9 milhões em 2009; científicos, técnicos e profissionais, com faturamento de R$ 508,3 milhões; e religiosos, que faturou R$ 323,2 milhões.

Fonte: Portal Fator Brasil

Nossa Loja Virtual

As últimas do Twitter:

Transmissão ao vivo do eclipse solar mais testemunhado da história humana fb.me/8kNbsmOt9

Ceará / eclipse 40,55% do sol serão cobertos pela lua na cidade de Fortaleza das 16h20min às 18h02min.... fb.me/4ZmztRX4K

Transmissão ao vivo do eclipse solar mais testemunhado da história humana @climatologiageo climatologiageografica.com/o-eclipse-sola…

Ainda hoje o livro EU continua a ser bem solicitado pelas livrarias à editora #ArmazémdaCultura fb.me/1Eb2jPMre

Carlos Drummond - 30 anos da morte do poeta - Folha de S.Paulo fb.me/8gxY83k1a

Noruega, o melhor país para ser escritor fb.me/943swl0Rh

Links Sugeridos:

Livrômetro

58.620.865