Continue reading " />

Biblioteca do Congresso Americano vai arquivar Tweets

Diariamente, pessoas comuns ou famosas enviam, juntas, mas de 55 milhões de mensagens

Nem todos poderiam imaginar que as reflexões diárias do ator Ashton Kutcher no Twitter constituem parte do “corpo universal do conhecimento humano”. Mas a Biblioteca do Congresso Americano, que aos seus 210 anos é guardiã do conhecimento histórico e cultural, pensa que sim. A biblioteca vai arquivar toda a produção do Twiiter, cujos usuários enviam uma enxurrada diária de 55 milhões de mensagens. Diretores da biblioteca explicaram que a iniciativa é mais um passo na inclusão da midia digital. Twitter declarou “é muito bom que tweets estejam se tornando parte da história”. Pesquisadores acadêmicos também estão satisfeitos. Por muitos anos, eles dizem, o registro histórico tendeu a ser algo elitista por causa de sua seletividade. Sabendo que a Biblioteca do Congresso vai guardar as mensagens do Twitter para a posteridade, isso pode subitamente alterar os hábitos de alguns usuários, diz Paulo Saffo, um estudante visitante na Stanford especialista no efeito da tecnologia na sociedade. “Afinal, suas indiscrições vão poder ser vistas por gerações e gerações”. Leia a matéria completa, em inglês, no NYT.

Fonte: Publishnews

Nossa Loja Virtual