Continue reading " />

Anuário Literário do Ceará 2010-2011 retrata movimento editorial cearense

Lançamento acontece nesta quinta-feira, 10, às 19h, nos jardins do Theatro José de Alencar

A Secretaria da Cultura do Estado/Secult e o  Sindicato do Comércio Varejista de Livros do Ceará/Sindilivros lançam na próxima quinta-feira, 10, às 19h, nos jardins do Theatro José de Alencar, o Anuário Literário do Ceará 2010-2011. O lançamento será seguido de coquetel e apresentação da dupla Ítalo e Renno.

De acordo com a secetária-adjunta da Secult, Maninha Morais, o Anuário é uma coletânea de biografias dos escritores cearenses contemporâneos, representando um legado deixado por antecessores ilustres na história literária cearense, como Dicionário Biobibliográfico Cearense, do Barão de Studart, Estudos Bibliográficos Cearenses, de Maria da Conceição Souza e a Cronologia da Cultura Cearense, de F. Silva Nobre.

Para a Coordenadora das Políticas do Livro e de Acervo, Karine David, o Anuário faz um balanço geral dos resultados de políticas públicas do livro e da leitura, tanto as municipais quanto a do Estado, avaliando seus propósitos e resultados. “Os programas de incentivo à leitura têm conquistado um espaço cada vez maior nas políticas nacionais de democratização do livro e o Anuário Literário do Ceará é um importante registro sobre essas conquistas”, disse karine.

O novo Anuário registra os acontecimentos literários ocorridos no Ceará, no biênio 2010-2011, complementado com perfil biográfico dos escritores cearenses  vivos, distribuídos por entidades e documentos inéditos sobre a história literária do estado e esclarece aspectos ainda não estudados por nossos historiadores.

A obra inclui, ainda, capítulos relacionando ganhadores de prêmios literários, registro da quantidade de exemplares publicados por cada editora local, endereços e atuação das livrarias cearenses, bem como movimento de frequência dos usuários de cada uma das bibliotecas públicas dos 184 municípios do Estado.

Fonte: Secult

Nossa Loja Virtual